Saiba como receber o seguro DPVAT

Caso você sofreu algum acidente e não sabe como quais são os documentos específicos para apresentar na seguradora do seguro DPVAT, saiba que deverão ser apresentados a um ponto de atendimento que fora autorizada por meio do site.

Vale ressaltar que esses pontos de atendimento variam de acordo com a cobertura do DPVAT 2018 solicitada.

DPVAT

Para isso é preciso que você tenha em mãos os seguintes documentos:

  • Boletim de Ocorrência ou Certidão de ocorrência policial original ou fotocópia autenticada, frente e verso. Neste documento deverá constar carimbo e assinatura do delegado de Policia e/ou escrivão), além do número da placa, chassi, nome do proprietário do veículo, descrição do acidente, nome completo da vítima e data do ocorrido.
  • Autorização de pagamento / Crédito de indenização – O formulário deverá conter somente os dados do beneficiário e de que forma (conta corrente ou conta poupança) ele deseja receber a indenização ou reembolso.
  • Documentação da vítima (fotocópia, frente e verso) – Carteira de identidade/RG da vítima ou documento substitutivo (certidão de nascimento ou certidão de casamento ou carteira de trabalho ou carteira nacional de habilitação) e CPF.
  • Documentação do(s) beneficiário(s) (fotocópia, frente e verso) – Carteira de identidade/RG ou documento substitutivo (certidão de nascimento ou certidão de casamento ou carteira de trabalho ou carteira nacional de habilitação), CPF (deverá estar regularizado junto a Receita Federal, pois a pendência implicará no cancelamento do pagamento da indenização) e comprovante de residência (conta de luz, gás ou telefone) ou declaração assinada pelo(s) beneficiário(s) informando os dados completos do endereço (CEP inclusive).

Já para caso de indenização por morte deverá levar os seguintes documentos no seguro DPVAT 2018:

  • Certidão de óbito da vítima (fotocópia autenticada);
  • Certidão de auto de necropsia ou laudo cadavérico, fornecido pelo Instituto Médico Legal (fotocópia autenticada) – Só é necessária sua apresentação quando a causa da morte não estiver descrita com clareza na certidão de óbito. Indenização por invalidez;
  • Laudo do Instituto Médico Legal – IML (original ou fotocópia autenticada, frente e verso) – A emissão deverá ser da jurisdição do acidente ou da residência da vítima, qualificando e quantificando a extensão das lesões físicas ou psíquicas da vítima e atestando o estado de invalidez permanente;

O IML deverá fornecer, no prazo de até 90 dias, laudo à vítima com verificação da existência e quantificação das lesões permanentes, totais ou parciais.

Boletim de atendimento hospitalar ou ambulatorial (fotocópia) No caso de dúvida sobre o acidente ter provocado as lesões reclamadas poderão ser solicitados:

  • Relatório de internamento com indicação das lesões produzidas pelo trauma, datas e tratamento realizados (clínicos, cirúrgicos e fisioterápicos) e data da alta hospitalar;
  • Relatório de tratamento com indicação das lesões produzidas pelo trauma, datas e locais de tratamento realizados (clínicos, cirúrgicos e fisioterápicos) e data de conclusão de tratamento.
  • Na impossibilidade de obtenção do Laudo do IML, deverá ser apresentado o documento da Secretaria de Segurança Pública e/ou Declaração de Ausência do Laudo do IML.

Nessa hipótese deverá ser anexado o relatório do médico assistente comprovando a existência e a natureza da invalidez. Reembolso de despesas médico-hospitalares (DAMS)

  • Relatório do médico assistente (fotocópia) – Deverão constar data do atendimento, lesões sofridas e especificação do tratamento adotado em decorrência do acidente;
  • Comprovantes originais das despesas médicas e hospitalares – Notas fiscais originais acompanhadas do respectivo receituário médico (fotocópia);
  • Relatório do dentista (fotocópia), se for o caso – Deverá informar as lesões que a vítima sofreu e o tratamento realizado em decorrência do acidente.

As exigências variam de acordo com o tipo de cobertura solicitada. Tudo Sobre Seguros informa, a seguir, os documentos necessários para dar entrada no DPVAT e no pedido de indenização ou de reembolso.

Em situações especiais, a seguradora do DPVAT 2018 poderá solicitar outros documentos ou informações complementares para garantir o pagamento correto.

DPVAT

Caso tenha alguma dúvida referente ao ou do seguro dpvat quem tem direito, deixe o seu comentário a seguir que te responderemos o mais breve a seguir.