ALTERNATIVAS PARA FINANCIAR A SUA CARREIRA

Se você precisar de apoio para financiar uma carreira na Educação Superior, você pode se inscrever para os Benefícios Estudantis concedidos pelo Ministério da Educação. Além da gratificação, existem três tipos de benefícios: Bolsas Tarifárias, Fundo de Solidariedade de Crédito Universitário e Crédito com Garantia Estadual (CAE), cada instrumento possui seus próprios requisitos. Lembre-se que no caso de bolsas de estudo, ao contrário de um crédito, você não deve retornar recursos quando você se formar ou se formar.

Gratificação

Graças a este benefício, em 2017, as famílias que correspondem aos 50% mais vulneráveis ​​da população cujos membros estudam em universidades afiliadas à Gratificação, não terão que pagar a taxa ou a inscrição em sua instituição durante a duração formal da carreira. Os requisitos são os seguintes:

Financiamento

  • Vindo de famílias pertencentes aos 50% mais vulneráveis ​​do país;
  • Inscreva-se em qualquer uma das universidades anexadas à gratuidade;
  • Não possui qualquer grau de licenciatura ou diploma profissional anterior obtido em qualquer instituição nacional ou estrangeira;
  • Se você tem um grau técnico de nível superior, você só pode acessar o Gratuity se você se inscrever em uma carreira que leva a um diploma profissional com ou sem um grau;
  • Se você já é aluno do ensino superior, não exceda o período formal da carreira;
  • Ter nacionalidade chilena ou ser diplomado estrangeiro no ensino médio no Chile e com residência permanente no país.

Bolsas Tarifárias: cobrem parte ou o total da tarifa anual da corrida e às vezes a inscrição. Esses recursos são entregues diretamente às instituições do Ensino Superior. A Mineduc possui diferentes bolsas tarifárias, cada uma com requisitos específicos.

Fundo de Solidariedade para Crédito Universitário: É concedido a estudantes das universidades do Conselho de Reitores (Cruch), para financiar parte ou o total da taxa de referência anual da carreira. É um crédito concedido na UTM com uma taxa de juros anual de 2% e começa a pagar após dois anos de graduação, cancelando anualmente uma quantia equivalente a 5% do total de renda que a pessoa obteve no ano anterior. Este crédito é compatível com as bolsas tarifárias e com o Crédito de Garantia do Estado, até um montante máximo determinado pela tarifa de referência da carreira.

Crédito com Garantia de Estado (CAE): Destinado a estudantes com mérito académico comprovado que necessitem de apoio financeiro para iniciar ou continuar uma carreira em uma das instituições de ensino superior que fazem parte do Sistema de Garantia do Estado. É administrado pela Comissão Ingresa e destina-se a pagar a totalidade ou parte da taxa anual para um curso de graduação.

É concedido na UF e tem uma taxa de juros anual de 2%. Uma vez atribuído, o benefício se estende ao longo da carreira, sem necessidade de se inscrever novamente. A partir de 2013, os beneficiários da CAE podem solicitar o pagamento de taxas reduzidas a 10% do seu salário bruto médio no último ano.

Como o CAE é pago?

Financiamento

Vamos ver alguns detalhes sobre como pagar esse crédito, já que, para muitos, resulta ser uma alternativa interessante devido à liberdade de escolha concedida a quem o leva, podendo escolher onde estudar e até mesmo mudar de carreira e não perder financiamento.

→ Quanto tempo é pago

A dívida da CAE deve ser paga em um período entre 10 e 20 anos, e começa a pagar apenas 18 meses após a formatura, ou 2 anos sem registro, o que geralmente corresponde a situações de deserção acadêmica.

Você pode reduzir a dívida. Quando você faz um pré-pagamento mínimo de 10% de sua dívida CAE total, você pode obter um desconto interessante sobre isso, deixando taxas menores para a frente.

Além disso, o beneficiário pode solicitar o pagamento de taxas que representem menos de 10% do salário mensal, atingindo até 5%, deixando você em melhor situação de liquidez imediata.

E se você acidental ou morreu ?, o crédito tem um seguro de dedução e acidentes incorporados quando você o leva, então você não precisa se preocupar com a possibilidade de herdar essa dívida para seus parentes.

No Brasil também existem programas que beneficiam seus estudantes disponibilizando o financiamento em instituições de ensino superior públicas ou privadas e os mais comuns são o Sisu, Prouni e Fies. Por isso é importante conferir o portal do SisFies aluno.